Alianças & Cruz

pastoral-noivos-905x509

“Mas, se vier a casar-se, não comete pecado; e, se uma virgem se casar, também não comete pecado. Mas aqueles que se casarem enfrentarão muitas dificuldades na vida, e eu gostaria de poupá-los disso” (1 Coríntios 7.28)

O casamento no mundo pode ser visto como o auge da vida, o relacionamento mais profundo e seguro que podemos ter – e por isso existem muitas expectativas sobre ele. O ser humano decaído, necessitado em sua alma de uma série de cuidados, projeta então no cônjuge o que pode receber somente do Senhor, ao invés de esperar do casamento apenas aquilo que Deus reservou, segundo a Sua Palavra.

Na Bíblia, o casamento não é visto como o mundo o vê, pois há uma instância maior para a alma, que é Deus, por meio do Evangelho de Jesus Cristo, nosso Senhor. Ele supre uma série de carências que de fato devem estar atendidas a fim de entrarmos no relacionamento levando suprimento e não vazio – e somente assim poderemos desempenhar bem nossos papéis bíblicos no lar.

A cruz é a cura para muitos males do casamento e da família, ajuda a cada membro a fazer morrer o egoísmo e as demais coisas que não estão previstas na Palavra de Deus para a vida comum da família.

Encontramos a vida em abundância que Jesus dá na morte do “eu” na cruz que Ele proporciona. Cruz, Bíblia e Espírito Santo: este é o caminho do casamento abençoado, com humildade e sem orgulho. Assim, cada um assume o seu papel bíblico com santidade e amor, com responsabilidade no casamento.

Mas, quando falamos de papéis, normalmente olhamos os cônjuges sob a ótica da cobrança e estamos sempre prontos a apontar toda falhar cometida.

Já lhe ocorreu, entretanto, que por trás deste papel há um ser humano que pode estar sentindo dor?

É preciso não apenas conhecer os papéis, mas de uma ajuda mútua, em amor, para que ora haja compreensão das falhas, ora apoio para que o outro se conforme a expectativa das Escrituras, como marido ou mulher – no meio de um mundo caótico, onde ambos os cônjuges chegam em casa estressados e com muito pouco a dar. Não considerar as mudanças do século 21 e o impacto que elas trazem no indivíduo e na família é caminho certo para frustração e não para solução. Precisamos de aceitação da realidade por um lado e da busca a Deus por outro para que possamos prosseguir.

Além de lidar com o que é contemporâneo, é preciso lidar com o que é clássico no ser humano, o pecado, fazendo-os morrer a cada dia, a fim de que não atrapalhem nossos papéis bíblico do casamento:

“Então ele chamou a multidão e os discípulos e disse: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa e pelo evangelho, a salvará” (Marcos 8:34,35)

Negar a si mesmo implica várias áreas de nossas vidas, e viver o Evangelho inclui o casamento, pois envolve papéis bíblicos do cristão. O caminho não é reinventarmos a roda, mas negarmos nossas opiniões e buscarmos fidelidade, rejeitando a influência da cultura e nos moldando ao que a Escritura diz sobre o casamento. Isso será garantia de felicidade no lar, pode acreditar, será uma consequência natural, quem garante é Deus que nos criou, revelou a Sua Palavra para nós e nos ajuda por Sua graça!

Assim, depois de passada a ilusão inicial do casamento (o que é bom), é preciso agora deixar de tentar encaixar todas as nossas ideias erradas sobre o matrimônio, oriundas do pecado, do egoísmo, e afins e ressignificar o casamento, os papéis e expectativas, com base bíblica.

Muitas vezes as pessoas só lembram de Deus na cerimônia de casamento, mas quando esta acaba, parece que Deus fica na igreja. Não façamos assim, pela fé, vamos viver nosso cotidiano matrimonial com Ele, não apenas porque é bom, mas, seguramente, porque precisamos. A bênção de Deus no casamento não virá apenas por um ato de abençoar as alianças na cerimônia, mas em viver a Palavra, pela graça, como servos de Jesus Cristo.

Em Cristo,

Pr. Leandro Hüttl Dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: