Palhaçada (não tem outro nome)

Jornal do SBT edição de 05/06/15, a noite, com matérias compradas (ou encomendadas, ou os dois) acerca do movimento LGBT:
1 – Matéria “chocante” sobre crime “motivado por homofobia”, com direito a entrevistas, muitas imagens e etc (que chama a atenção do povão);
2 – Ato contínuo, matéria sobre parada gay, noticiada pela Raquel Sheherazade , visivelmente desconfortável: “parada gay diminui participantes, mas aquece economia”, com direito a também entrevistas de gerente de hotel, turistas (até internacional), associação do evento com o Natal (quanto a movimento no comércio) e carnaval (quanto a diversão).


Vamos pensar?

1 – Somente imaginando que o povo brasileiro é burro para não entender o pastelão armado no jornal. Realmente partem do princípio que as pessoas recebem as matérias de maneira passiva, sem uma análise crítica. 
2 – A apelação foi: 
2.1 – Gays são vítimas, tadinhos, o mundo precisa protegê-los;
2.2 – Gays são pessoas de bem;
2.3 – A fenômeno homossexual é tão bom para a sociedade que transborda até para a economia – e isso “num momento de crise [econômica]” (essa última frase foi literalmente dita na matéria).
2.4 – Em nome disso tudo, vale “toda forma de amor”, “sejam bem vindos, e abram suas carteiras, a sociedade os aceita, já que vocês são bonzinhos, vitimas pela violência (e tem dinheiro para gastar)”.
3 – No entanto…: TODOS são vítimas de violência. O médico que morreu recentemente na Logoa (no Rio de Janeiro), era hétero (pelo menos não foi noticiado que era gay, pois tinha família natural, tradicional). Todas as notícias de violência mostradas TODOS OS DIAS, em todos os jornais (e que só tem aumentado) abrangem a população, independente da escolha sexual de cada um. Querer pegar um problema social e usar de bandeira para vitimização é patético!
Por fim: 
Querem tentar ganhar aceitação social por meio do apelo emocional, da economia e da lei humana (esta a força), até porque jamais conseguirão aprovação da prática por parte de Deus, embora, quanto as pessoas, Ele as ame e as aceita como são, para:
1 – Dar-lhes perdão dos seus pecados, caso se arrependam, e se adequem a vontade dEle (e não ao contrário);
2 – salvá-las e lavá-las pelo sangue de Jesus, convertendo-as; 
3 – mudar suas vidas e histórias, santificando-as. Exatamente como Ele faz com qualquer pessoas que se aproxima do Evangelho; seja gay ou hétero. Ele opera e coloca-nos em Seus caminhos imutáveis, posto serem perfeitos, a saber, revelados na Bíblia Sagrada.

“[Deus] …deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade” – 1 Timóteo 2:4

O povo está cego? Nem tanto… muitas pessoas têm cedido a opinião da massa, contrária à sua própria criação, e aos valores de Deus, porque as tais já se corromperam, e não querem abandonar o pecado – mesmo tendo o conhecimento de Deus. 
“Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” – Hebreus: 12. 14.

Este é o bem para  sociedade, instituído por Deus e não pelo homem:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: