Criticismo na igreja

D.A Carson discorre em seu livro¹ escrito em parceria com John Piper:
A defesa persistente de nossos temas pode causar danos involuntários, mesmo quando cada ponto que afirmamos é correto. Por exemplo, aqueles que ensinam a Bíblia, teologia e história da teologia enfatizam (às vezes) fraquezas, aberrações e alguns erros no evangelicalismo contemporâneo. Isso pode abrir caminho para que alunos se tornem cada vez mais críticos do evangelicalismo confessional e, depois, do próprio Evangelho. Eles estão em perigo de tornarem-se pessoas sarcásticas. A arrogância deles garante que não podem ministrar eficazmente em lugar algum. Em vez de se tornarem crentes cujas vidas fomentam proveitosamente mudança na igreja, esses alunos se tornam críticos altivos. Eles não somente produzem menos frutos do que poderiam, mas também estão em grande perigo espiritual. 
Tudo isso tem acontecido porque seus professores não foram cuidadosos em nutrir um senso de dívida para com aqueles que vieram antes, como eles o foram em nutrir o que julgam ser discernimento. Em nenhum momento, Jesus disse: “Por meio disto, todos saberão que vocês são meus discípulos: se forem brilhantemente críticos e altivos para com os evangélicos que têm coisas erradas”. Não estou sugerindo, de modo algum, que nós, professores, podemos nos dar ao luxo de evitar a responsabilidade de ensinar discernimento. Quero dizer somente que até o discernimento tem de ser abriga-­maior “elemento principal” do amor para com os irmãos e irmãs em Cristo.




¹ O PASTOR COMO MESTRE E O MESTRE COMO PASTOR John Piper e D A Carson. Editora Fiel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: