Qual é o bem da vida?

As revistas, a televisão e os palestrantes nos dizem que o ideal da vida é usar nosso potencial ao máximo, produzindo, gerenciando projetos e equipes.

O problema é que quando deixamos a revista em cima da mesa, desligamos a TV ou saímos das palestras, deparamo-nos com a vida real, que traz seus conflitos, seus desafios, seus problemas (Jesus disse: “mundo tereis aflições” Jo 3.16). Além disso, encontramos necessidades não previstas no enredo na novela, no ideal das revistas e às vezes nas fantasias dos palestrantes: uma família para ser cuidada, necessidades emocionais para atender e esperando para serem atendidas, e o principal: Deus e Sua Palavra para ser seguida como modelo de vida (que é o oposto dos conteúdos da TV, revistas e palestras).

Isso gera um problema: quando comparamos nossa vida real com o conteúdo marqueteiro que recebemos podemos ficar frustrados. Então, de alguma maneira, o formato que foi programado em nossas mentes não se cumpre e podemos pensar: “não consegui, estou para trás, como vou fazer para me enquadrar nisso, como vou fazer para chegar lá”?

Pior: às vezes há igrejas e pastores fazendo essa pergunta e colocando tais alvos para seus membros.

No entanto não há nada mais longe da verdade do que todo o blá-blá-blá dessa gente. O ser humano existe para viver para a gloria de Deus. Deus disse para dominarmos (administrarmos) a terra, mas não foi só isso, também é para viver em família e para Ele e para o próximo! E isso sem a linha de pensamento corporativa!

A sociedade precisa deixar mais de lado seus tablets com revistas empresariais, o controle remoto e pegar e ler mais a Bíblia. Precisa deixar de participar tanto de palestras em hotéis pomposos e ir mais à igreja. Somente assim conseguirá paz, direção e propósito com realização aqui e na eternidade.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”. Jesus em Mateus 11:28 

Recentemente li numa publicação no site da revista Exame um artigo intitulado assim: “Nem os super profissionais aguentam”, abordando os excessos da vida corporativa que transbordam, na verdade, para todas as áreas da vida humana! É uma publicação secular e eles mesmos estão sentindo que, tal pressão pessimamente calibrada, prejudica a experiência humana. Clique aqui para ler a matéria.


Pense nisso.

Leandro Hüttl Dias

2 comentários em “Qual é o bem da vida?

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: