Deus lhe ouve. Você ouve a Deus e pratica?

“Ao que respondeu: Porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas àqueles não lhes é isso concedido.” – Mateus 13:11
Nesta passagem Jesus está explicando aos discípulos que a eles foi dado compreender os mistérios do que Ele pregava, favor este que não foi estendido a muitas pessoas.
Mas, será que Deus faz acepção de pessoas? Porque Jesus disse: “Por isso, lhes falo por parábolas; porque, vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem, nem entendem. De sorte que neles se cumpre a profecia de Isaías: Ouvireis com os ouvidos e de nenhum modo entendereis; vereis com os olhos e de nenhum modo percebereis.” – Mateus 13:13-12?
Parece cruel! Contudo, como sempre o problema está com o próprio homem e não com Deus. No versículo seguinte aparece o motivo de Jesus falar assim com eles: “Porque o coração deste povo está endurecido, de mau grado ouviram com os ouvidos e fecharam os olhos; para não suceder que vejam com os olhos, ouçam com os ouvidos, entendam com o coração, se convertam e sejam por mim curados.” – Mateus 13:15.
As pessoas não querem ouvir. Elas querem dar suas explicações, falar de suas experiências, da sua visão, dizem: “eu acho assim… cada um deve fazer do seu jeito…” e por ai vai…
Contudo há alguns que não procedem dessa maneira e decidem ouvir de boa vontade, com o coração receptivo à mensagem. Mantém um coração submisso a Deus.
Mas, como você está reagindo a este favor? Sim, Deus, na Sua graça, nos dá a revelação da Sua Palavra, como uma concessão.  É-nos estendido esse favor.
1 – Como é sua atitude em relação à gratidão? O que nós, que vivemos na época após o Novo Testamento, temos hoje, era o desejo de muitos dos profetas do Velho Testamento!
2 – Como está a sua atitude em relação à obediência da fé?
Cuide para que você continue ouvindo, não tendo jamais má vontade para escutar a Palavra de Deus.

Um professor, quando ensina algo, espera que os alunos façam aquilo, que pratiquem. Sejam os exercícios, sejam experiências práticas, sejam textos. Mas, o mestre aguarda que o aluno produza algo. Também é assim com nosso Mestre celestial. Quando Ele nos revela a Sua Palavra, Ele espera realmente que venhamos a praticar (pois Ele nos dá ensino e graça).
Jesus disse em várias ocasiões: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. Mas, depois, a Palavra também ensina que devemos ser praticantes e não apenas ouvintes. A Bíblia não indica que devemos ouvir e ficar maravilhados. Basta obedecer, cumprir, e, assim, estará realizando o desejo do Mestre. Que, por Sua vez, só lhe ensina o que é bom.
Examine o que a Escritura diz: “Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e  não de mal, para vos dar o fim que desejais”. – Jeremias 29:11.
A diferença entre a teoria e a prática é que a teoria é, via de regra, toda “organizada” na sua apresentação. Podemos nos sentar sobre pedras (tempo de Jesus), ou num auditório refrigerado com telão (nosso tempo). Então, ouvimos, meneamos a cabeça, sorrimos, choramos, ficamos chocados, concordamos, discordamos em nosso coração (para depois ver que estávamos errados)… Tudo tem um início, meio e fim – tudo certinho, e no, final todos saem, podem se cumprimentar e comer alguns pães multiplicados por Cristo – ou o lanche da cantina da igreja. Até aqui tudo bem.
Porém, a prática é diferente. Ela nem sempre tem a lógica da teoria, com o início, meio e fim demarcado. Ela não é “arrumadinha”, mas conta com desafios, como de ir contra a rotina, contra imprevisto, resistência, zona de conforto e etc. Mas… você deve começar. Você deve de forma simples fazer o que aprendeu e depois aperfeiçoar. No início não terá, talvez, o brilho da teoria; mas uma criança não começa a andar como nós adultos andamos. Então, quando tiver um ensinamento espiritual, faça. Você pode até errar e parecer estar meio fora do convencional, mas, você estará andando como um adulto, após algumas tentativas, quedas e até machucados.
O grande problema da Igreja é que, como enxerga que não vai poder andar já de pronto, como um adulto anda – que seria um modelo teórico para uma criança, por exemplo -, então fica estagnada. Ouvimos, falamos, escrevemos, ensinamos, mas não fazemos, porque percebemos que não começaremos com perfeição… e os outros estão olhando.
Não se preocupe com isso. Deus, que julga retamente, sabe o seu coração. Comece a praticar o que ouve no culto de domingo, mesmo que fique sem graça no início. Se Deus revelou a você a Sua Palavra, isso foi dado porque você teve boa disposição de mente e coração. Agora, tenha a mesma disposição para a ação.

Não fique preso às pessoas, uma vez que você está sinceramente disposto a acertar ao praticar o que aprendeu – mesmo que venha a, por acidente, errar. Não tenha medo. Pratique, “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.” FP 4:7
Este texto é dedicado àqueles que estão começando a fé, mas, às vezes, estranhando tanta crítica que temos por ai, que inibe – e esquece – os novos crentes em Jesus. Também é para aqueles que conhecem o Evangelho há mais tempo, mas têm medo de errar.
Não se intimide com a arrogância dos outros, ou com os “juízes” que temos por ai, mesmo que eles tenham títulos evangélicos. Não estou dizendo que você deve fazer qualquer coisa e seguir qualquer pessoa. Estou dizendo que, tendo a Bíblia (não apenas versículos bíblicos isolados) como base para o que deseja fazer e cumprir, não tenha medo de tentar: confie em Jesus.
“…e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!”
MT 28:20 ARC
Ele está conosco para nos ajudar e impulsionar a viver a Palavra. Não fique só na teoria e no aprendizado.
Pense nisso,
Leandro Hüttl Dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: