Lidando com a rapazeada


Ao participarmos do Reino de Deus, passamos a lidar com irmãos na fé, são pessoas chamadas assim por crerem na mesma mensagem da cruz que nós abraçamos e descobrimos pelo Espírito Santo.

Além de dizer como é uma vida que agrade a Deus, as Escrituras nos ensinam a forma de lidar com os outros e especificamente com os irmãos na fé. Muitos partem do princípio que ao tratar com um cristão estará falando com uma “pessoa do outro mundo”; sempre muito bondosa e jamais de mau humor ou apresentando um comportamento sempre “bonzinho”. Os próprios cristãos tem essa idéia ao lidarem com seus irmãos. Ao sairmos das expectativas e atuarmos na vida real sentimos que é diferente. Cristãos, salvos, nascidos de novo e cheios do Espírito podem apresentar comportamento diferente do esperado e existe uma razão para isso: são pessoas. E como tais sentem dor, tristeza, angústia e outras dores da alma. Parece difícil para alguns amados entenderem, mas Cristo era uma pessoa, como nós. “E achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” Fp 2.8.

Como homem Jesus teve atitudes diferentes da esperada dos cristãos.

Ele se irritou com a injustiça: “E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas” Mt 21.12

Perdeu a paciência com seus discípulos: “E Jesus, respondendo, disse: Ó geração incrédula e perversa! até quando estarei ainda convosco e vos sofrerei? Traze-me aqui o teu filho.” Lc 9:41

Mas JAMAIS deixou de amar, porque foi perfeito.

Reações humanas diante de circustâncias estressantes não são pecado, nem erro. São reações. Naturalmente precisamos lidar com isso e de fato Deus nos equilibra com o fruto do Espírito (Gálatas 5.22). Ninguém precisa ser carrancudo(a) o tempo todo, mas também não é por isso que estará empolgado(a) e radiante sempre… o equilíbrio que procuramos é possível pela graça, pelo Espírito. Pela cruz, hoje, temos acesso a tais bênçãos!

Seja mais maduro(a). Quando vir um(a) irmão(ã) que sempre lhe trata bem reagindo desta maneira, procure entendê-lo(a). Algumas pessoas se escandalizam se a nossa reação é “um milímetro” diferente da expectativa criada e mudam seu conceito por uma atitude. Não vamos exigir das pessoas que elas consigam ir além do que a condição de ser um humano permite. O estudo da Bíblia abrirá portas para melhorarmos nossos relacionamentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: